A indústria de apostas na Austrália é uma das mais antigas e prósperas do mundo. Com uma população de pouco mais de 25 milhões de pessoas, a Austrália é um dos países que mais gastam em jogos de azar per capita. Embora seja uma atividade legalizada, a quebra de recordes de apostas nas corridas de cavalos, eventos esportivos e cassinos tem levado a um crescente questionamento sobre o impacto dessas práticas na sociedade.

Aposta, jogos e regulamentação

Diferente de países como os Estados Unidos, onde os cassinos são a fonte principal de lucros para as casas de apostas, os australianos gastam mais com os pokies, ou máquinas caça-níqueis. Apesar da popularidade dessas máquinas de jogos, ciências sociais mostram que foram os jogos desportivos e corridas de cavalos responsáveis pelo maior aumento de gastos dos últimos anos.

O sistema de apostas na Austrália é bastante particular, já que cada estado é responsável por legislar e regulamentar as práticas de apostas e jogos em seus territórios. Isso tem resultados variados, pois as regras e restrições podem ser diferentes de um lugar para outro.

Por exemplo, enquanto na Tasmânia é proibida a publicidade de apostas, já em Victoria, Nova Gales do Sul e na Austrália Ocidental, é possível fazer publicidade em estádios e em placas de publicidade em vias públicas. Além disso, cada território tem seus próprios regulamentos para apostas online.

Particularidades do jogo em solo australiano

O jogo na Austrália enfrenta um problema grave que é o vício. O sistema de controle de apostas online australiano é reconhecido como um dos mais rígidos do mundo, com requisitos de identificação robustos, restrições de depósitos e limites de tempo para jogos.

No entanto, o vício continua a ser um grande problema. Algumas pesquisas mostram que os australianos perdem cerca de US$ 20 bilhões em jogo por ano, o que inclusive já foi alvo de relatórios do governo. Esses relatórios apontam que 15% dos jogadores regulares online são classificados como viciados ou em alto risco de vício.

Enquanto isso, a indústria de jogos enfrenta problemas de moralidade. A publicidade de apostas em jogos transmitidos na televisão provoca problemas na medida em que pode ser vista por milhares de jovens e crianças antes e durante os eventos transmitidos. Isto tem gerado um debate na sociedade sobre a necessidade de uma regulamentação mais rígida para minimizar o impacto negativo dos jogos de azar na sociedade.

Conclusão

Embora a indústria de apostas na Austrália traga benefícios econômicos e seja legalizada, a questão do vício é um problema sério que ainda precisa ser abordado de maneira efetiva. Com a descentralização da regulamentação das apostas, é necessário que as políticas públicas sejam revistas de modo a reduzir os danos causados pelo jogo excessivo. É preciso um esforço conjunto para prevenir maiores problemas futuros e contribuir para um meio ambiente genuinamente bom no mundo online e offline das apostas.